Corner Left

Receba as principais notícias do Glorioso 1904 no seu WhatsApp!

WhatsApp Seguir

Futebol

EXCLUSIVO GLORIOSO 1904 - APLAUSOS PARA RUI COSTA DEPOIS DA ENTREVISTA! ANÁLISE DO MERCADO DO BENFICA E OS RECEIOS NOS NOVOS REFORÇOS

Sócio do Clube da Luz abordou as palavras do líder das águias, mas aponta a alguns medos no presente do plantel encarnado

Rui Costa Benfica
Rui Costa Benfica

  |

Icon Comentário0

Rui Costa deu uma entrevista à BTV, na passada terça-feira, para explicar à massa associativa todos os detalhes desta janela de mercado de verão. Uma medida que começou a ser efetuada assim que o dirigente pegou na liderança do clube.

Para Pedro Brinca, é algo que é importante ser feito e para continuar no futuro e elogiou a forma de comunicação do líder encarnado: "Rui Costa fez uma excelente entrevista sobre política desportiva e viu-se que estava na sua praia. Creio que é uma política de comunicação que permite aos sócios e adeptos uma melhor percepção da lógica de abordagem ao mercado que tem-se primado mais pela qualidade que pela quantidade, sem comprometer a estabilidade financeira necessária".


Gonçalo Ramos foi o tema forte deste mercado de transferências, com um empréstimo com opção de compra obrigatória que irá render 65 milhões de euros mais 15 em variáveis. O comentador afirmou que foi uma saída que lhe custou, mas entende todos estes contornos.


"A venda de Gonçalo Ramos custou-me particularmente porque é um jogador com grande dedicação à equipa, um avançado moderno e muito completo em todas as dimensoes do jogo e com golo. Percebo que seria dificil manter Gonçalo Ramos perante o assédio de um clube com a disponibilidade financeira do PSG. A contratação de Arthur Cabral para o seu ligar pareceu-me acertada, apesar de sentir que poderá necessitar de mais tempo de adaptação ao modelo de jogo de Schmidt".

Andreas Schjeldrup foi dos jogadores em melhor forma na pré-temporada dos campeões nacionais. A sua saída acabou por ser natural face às variadas opções de qualidade no último terço do terreno: "Schjeldrup deu excelentes indicacoes na pré-época mas com Neres, Rafa, Di Maria, e Guedes, seria muito dificil ter as oportunidades que seriam desejaveis para o seu processo de crescimento. Numa época “normal”, poderiamos ter desenhado o plantel de forma a dar espaço de crescimento a Schjeldrup".


Para o sócio encarnado, é uma época essencial para o futuro das águias, com a presença direta na Liga dos Campeões a reduzir para apenas uma equipa do campeonato nacional, entendo assim alguns empréstimos: "Esta não é uma época normal - apenas o primeiro se qualifica diretamente para a estreia do novo formato da Champions, com os premios de presenca a serem cada vez". mais determinantes".

Sobre o côntudo geral deste mercado, o nosso comentador ficou satisfeito com as movimentações das águias neste mercado, achando que apenas a posição de lateral direito e a de guarda-redes como as mais fragilizadas, tendo plena confiança neste plantel: "Creio que a posição de defesa direito tem apenas Bah e jogadores q poderão ser adaptados à posição (Aursnes e João Vitor). Será talvez a maior fragilidade do plantel. Outra poderá ser a baliza, onde Samuel Soares terá ainda pouca experiência e Trubin também é ainda bastante jovem. É ter confiança".

Rui Costa afirmou que esta é uma equipa que tem mais qualidade que a da temporada passada e Roger Schmidt tem agora todas as condições para continuar o bom trabalho que começou na época passada. Para Pedro Brinca, a única incõgnita será a adaptação rápida dos reforços.

"Benfica perdeu Vlachodimos, Grimaldo e Gonçalo Ramos. Ganhou Di Maria, Bernat/Jurassek, Trubin e Arthur Cabral. Tem mais soluções, a maior incognita será a adaptação dos reforços para a posição de ponta de lança e baliza. tou mais receoso na posição de ponta de lança, nao por maior ceticismo relativamente a Arthur Cabral, mas pela importância que tem para uma equipa que passa 90% dos jogos no meio campo adversário.


Futebol

Pressão? Campeão pelo Benfica sem papas na língua: "Depende da mentalidade"

Antigo jogador das águias realizou quase 100 encontros com o Manto Sagrado, nos quais apontou nove golos

Atleta que conquistou muitos títulos pelo Benfica abordou pressão que sentiu na Luz
Atleta que conquistou muitos títulos pelo Benfica abordou pressão que sentiu na Luz

  |

Icon Comentário0

Nemanja Matic esteve ao serviço do Benfica entre 2011 e 2014 - período no qual realizou 99 jogos, marcou nove golos e conquistou vários títulos - e, entrevista ao podcast ‘Alesto’, do jornalista sérvio Aleksandar Stojanović, falou sobre a pressão que sentiu no Clube da Luz.

“A pressão depende da mentalidade das pessoas. A maior pressão que senti como jogador de futebol foi no Benfica. Havia muita pressão. Ganhámos quase todos os jogos na Liga e empatámos pela primeira vez, 2-2 ou 1-1 já não me lembro, e lá havia 300 adeptos à nossa espera no estádio, e tínhamos ganho 15 jogos antes disso. Podes sentir no ar”, começou por dizer Matic.


“Quando o Benfica não vence é como se alguém tivesse morrido. É assim que eles vivem o Clube. É o mesmo para os jogadores, para as pessoas que trabalham no Clube, para os treinadores. Enquanto nesta parte da Europa as pessoas são um pouco mais compostas, lá eles lidam mal com as derrotas, é um pouco dramático, mas também é melhor em algumas situações”, atirou o antigo jogador do Benfica.


“Pressão? Se o Lyon não estivesse numa situação difícil não olharia para mim como uma solução, de certeza. Contratar jogadores da minha idade. Reconheceram que precisavam de alguém experiente, que soubesse lidar com este tipo de situações. Foi uma honra para mim”, referiu Matic.

“O diretor desportivo ligou-me e disse-me que eu era a sua primeira opção e que faria de tudo para me trazer, porque acreditava que comigo na equipa íamos melhorar muito. O objetivo era permanecer na Ligue 1. Quando estamos na zona de despromoção, não pensamos na Europa”, finalizou o agora jogador do Lyon.



Futebol

Leandro Barreiro vai ser reforço do Benfica, mas há quem já faça contas à vida

Médio de 24 anos chega oriundo Mainz, num negócio que não terá qualquer custo para os cofres das águias

Leandro Barreiro é um dos nomes assegurados pelo Benfica para a próxima temporada
Leandro Barreiro é um dos nomes assegurados pelo Benfica para a próxima temporada

  |

Icon Comentário0

Leandro Barreiro é um dos reforços do Benfica para a próxima temporada. Na Luz, o luxemburguês lutará por um lugar, entre outros, com Florentino Luís para ser opção de Roger Schmidt em 2024/25.

Na passada segunda-feira, Florentino Luís assinalou o final da temporada, deixando uma mensagem aos adeptos nas redes sociais, mostrando-se focado nos desafios que terá pela frente e confiante que o Clube da Luz vai voltar aos triunfos já em 2024/25.


"Final de uma época em que não conseguimos atingir os nossos objetivos. Sabemos que há trabalho pela frente para melhorar e queremos voltar a mostrar toda a nossa força. Unidos e ambiciosos, como deve ser sempre. Vemo-nos em 2024/25 com os olhos postos em novas conquistas!”, atirou.


Esta temporada, ao serviço do Benfica, Florentino Luísavaliado em 20 milhões de euros – leva 45 encontros (2.496 minutos): 30 na Liga Portugal Betclic, cinco na Taça de Portugal, quatro na Liga Europa, três na Liga dos Campeões, dois na Taça da Liga e um na Supertaça Cândido de Oliveira.

Ao todo, com a camisola dos encarnados, Florentino Luís contabiliza 131 partidas, um golo, três assistências e quatro títulos conquistados: dois Campeonatos Nacionais (2018/19 e 2022/23) e duas Supertaças Cândido de Oliveira (2019/20 e 2023/24). O médio tem contrato até junho de 2027 e uma cláusula de rescisão de 120 milhões de euros.



Futebol

Internacional brasileiro esteve na rota do Benfica, mas pode estar a caminho do Sporting

Atleta chegou a ter tudo acertado com o Clube da Luz, mas negócio acabou por não chegar a bom porto

Atleta, que esteve muito perto de assinar pelo Benfica, está na rota do Sporting
Atleta, que esteve muito perto de assinar pelo Benfica, está na rota do Sporting

  |

Icon Comentário0

Bento, internacional brasileiro que esteve na rota do Benfica no verão de 2023, pode estar a caminho do Sporting. Segundo o site 'Leonino', o guarda-redes do Athletico Paranaense pode mesmo vir a ser reforço dos leões e ser, dessa forma, rival da turma comandada por Roger Schmidt.

“O Sporting está no mercado em busca de um novo guarda-redes para a próxima temporada. Antonio Adán vai abandonar o Clube de Alvalade e Bento, guardião do Athletico Paranaense, é um dos nomes equacionados para a sucessão ao espanhol”, revela o jornal Leonino.


Recorde-se que, depois de não ter sido possível chegar a um acordo com o Athletico Paranaense por Bento, o Benfica virou atenções para Anatoliy Trubin, que chegou ao Clube da Luz oriundo do Shakhtar Donetsk, a troco de 10 milhões de euros.


Esta temporada, Anatoliy Trubin - avaliado em 25 milhões de euros - já foi aposta de Roger Schmidt em 48 encontros, somando 47 golos sofridos e 17 partidas com a baliza inviolada. O guardião fez 28 encontros no Campeonato Nacional, seis na Liga dos Campeões, seis na Liga Europa, cinco na Taça de Portugal e três na Taça da Liga.

Por sua vez, ao serviço do Athletico Paranaense em 2024, Bento – avaliado em 13 milhões de euros – leva 24 encontros (2.160 minutos), nos quais sofreu 14 golos. Nas últimas semanas, o guardião tem sido associado a diversos emblemas das cinco principais ligas europeias.



envelope SUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Melhores momentos de António Silva pelo Benfica
Futebol

Melhores momentos de António Silva pelo Benfica

 

Icon Comentário0
Com Benfica no horizonte, Andreas Schjelderup volta a dar espetáculo
Futebol

Com Benfica no horizonte, Andreas Schjelderup volta a dar espetáculo

 

Icon Comentário0
Matic recorda passagem pelo Benfica
Futebol

Matic recorda passagem pelo Benfica

 

Icon Comentário0