Logotipo Glorioso 1904
Carlos Janela
Biografiado Autor

O QUE É UM JOGADOR-TALENTO?

08 Dez 2022 | 06:00

Icon Comentário0
Carlos Janela

O QUE É UM JOGADOR-TALENTO?

Quase todos os jogadores-talento do mundo inteiro revelam-se entre os 17 e 21 anos, atingindo, nesse período, a titularidade no seu clube e sendo convocados para a Selecção principal do seu país.

Ser um “talento” significa ter aptidões invulgares para o desempenho de uma actividade e/ou função.


Tem havido um uso excessivo da palavra “talento” para classificar jogadores que apenas são “bons”, e, não tem havido o cuidado de renovar a definição de “talento” do futebol actual que é mais exigente a todos os níveis que o futebol do final do século passado.

Outrora chamava-se “talento” apenas aos médios criativos, extremos desequilibradores e avançados com elevado índice técnico. Na actualidade, ser um jogador talentoso está directamente relacionado com a qualidade como desempenha o seu lugar na equipa, independentemente da posição ou função. No futebol actual todas as posições são valorizadas - os GRs, defesas, médios e avançados – há muitos jogadores talentosos em todas as funções.


Vou procurar definir o que é um jogador-talento no actual futebol de Alto Rendimento. Julgo importante lembrar que o principal pressuposto nas competições de Elite é o Rendimento, neste caso, o grau de qualidade do desempenho individual. Também não se deve confundir “habilidade” com “técnica”. Esta é eficiência, aquela é recriação.

Depois de tanto investigar, debater e apreender, estou convicto que o talento não é inato, nem é um “dom de deus”. Não se “nasce com talento”.


Um jogador-talento é a soma de um conjunto de aptidões devidamente desenvolvidas e aprimoradas pela qualidade do treino especializado e pelo grau de dedicação do praticante.

Se o Neymar, Mbappé, Messi, Cristiano Ronaldo, etc. tivessem nascido nos bairros do Bronx, Queens, etc. ou, por exemplo na Nova Zelândia, com toda a certeza não teriam sido jogadores de futebol.

O CR e o Mbappé ainda poderiam ser atletas de outra modalidade desportiva local. Mas, o Messi e o Neymar, sem uma bola por perto, que outros tipos de desporto praticariam?!

A concepção de Ortega y Gasset – O Homem e as suas circunstâncias é uma ideia do homem que é totalmente aplicável à formação de um jogador-talento. A realidade em que estamos inseridos, as circunstâncias à volta de cada um de nós, é determinante do que somos e do que podemos ser. Na minha opinião, as principais qualidades de um jogador-talento são:

1 - Deve de dominar os movimentos do seu corpo – Ter unidade corporal, coordenação motora e a visão periférica. Se não dominar completamente o seu corpo, como poderia dominar e integrar um objecto exterior chamado bola?

2 - A bola faz parte integrante da unidade corporal de um jogador-talento. Entre o corpo e a bola não pode haver conflito. A técnica é uma expressão psicomotora. A técnica está no cérebro e é executada (via bainha de mielina) pela unidade corporal do jogador.

Depois de dominar o seu corpo e a bola, o jogador-talento tem que:

3 - Com bola, tem de saber jogar com a oposição do adversário. Ter capacidade de superar o adversário directo pelo passe e/ou pelo drible. Um talento tem como principal tarefa desequilibrar o adversário. Sem bola, no caso dos “defesas” têm que saber impor-se aos atacantes, no solo ou no ar.

Depois de dominar o seu corpo, a bola e o adversário, o jogador-talento tem que:

4 - Com e Sem bola, deve saber jogar em equipa. O futebol é um jogo colectivo. Com bola, as qualidades individuais não podem estar em conflito com os movimentos da sua equipa. Capacidade para dominar o adversário. Sem bola, tem de ser parte activa nos movimentos defensivos de toda a equipa. Capacidade para controlar o adversário.

Depois de dominar o seu corpo, a bola, o adversário e saber jogar em equipa, o jogador-talento tem que:

5 - Dominar o espaço de jogo. Um campo de futebol tem medidas muito grandes, mas o espaço do jogo é determinado pela lei do fora de jogo. Um jogador talento em qualquer posição/função deve dominar o jogo quer na largura quer na profundeza.

E finalmente, um jogador-talento no futebol dos últimos 20 anos tem de ter:

6 - A) Uma média muito alta das três velocidades fundamentais no futebol actual – Velocidade de execução, Velocidade de decisão e Velocidade de deslocação com ou sem bola;

- B) Como cada jogador toca na bola, uma média de 70 segundos por jogo, o resto do tempo tem de correr e correr muito pela sua equipa. Nos últimos anos, no super exigente futebol da Champions League, é inadmissível que um jogador corra menos de 10 quilómetros por jogo.

- C) Um GR talentoso tem de saber jogar. Há muito que acabou a ideia “o GR + 10 jogadores de campo”. Hoje são 11 jogadores de campo. A defender e a atacar.

O Desporto em geral, o jogo de futebol em particular, evoluiu mais nos últimos 22 anos que nos anteriores 100. Essa evolução, foi pequena nas vertentes técnica ou táctica, e enorme no aumento da velocidade e intensidade de todos os movimentos do jogo.

Por último, julgo muito importante referir que 99,9% dos jogadores-talento do mundo inteiro revelam-se entre os 17 e 21 anos, atingindo, nesse período, a titularidade na equipa principal do seu clube e sendo convocados para a Selecção principal do seu país. Depois dos 21 anos, não se revelam talentos, apenas jogadores de boa qualidade que por diferentes razões têm uma afirmação tardia.

+ opinião
Carlos Janela
João Antunes

20 Fev 2024 | 15:00

Icon Comentário0

O ENIGMA DO BENFICA: O QUE FALTA À EQUIPA?

Depois do empate com o Guimarães, com a goleada de domingo e já com meia época decorrida, persiste uma sensação enigmática de que algo essencial falta à equipa

Carlos Janela
Bernardo Alegra

20 Fev 2024 | 09:50

Icon Comentário0

LUZ E SOMBRA

O Benfica tem variado exibições sofríveis com algumas mais competentes e, quase sempre, dentro do mesmo jogo conseguimos assistir ao lado virtuoso e vicioso da força.

+ opinião
Nuno Campilho

DEUS DÁ NOZES A QUEM NÃO TEM DENTES...

... e o poder de assobiar a quem não tem mentes!

21 Fev 2024 | 07:55

Icon Comentário0
João Antunes

O ENIGMA DO BENFICA: O QUE FALTA À EQUIPA?

Depois do empate com o Guimarães, com a goleada de domingo e já com meia época decorrida, persiste uma sensação enigmática de que algo essencial falta à equipa

20 Fev 2024 | 15:00

Icon Comentário0
Bernardo Alegra

LUZ E SOMBRA

O Benfica tem variado exibições sofríveis com algumas mais competentes e, quase sempre, dentro do mesmo jogo conseguimos assistir ao lado virtuoso e vicioso da força.

20 Fev 2024 | 09:50

Icon Comentário0

envelopeSUBSCREVER NEWSLETTER