Corner Left

Receba as principais notícias do Glorioso 1904 no seu WhatsApp!

WhatsApp Seguir

Clube

Outra vez, arroz? Pinto da Costa chama Benfica ao barulho e deixa 'farpa' a Rui Costa

Líder do Porto reagiu à interação do Presidente das águias com João Pinheiro no túnel do Estádio da Luz

Pinto da Costa falou sobre Rui Costa
Pinto da Costa falou sobre Rui Costa

  |

Icon Comentário0

Depois de ter anunciado os nomes da lista candidata à presidência do Porto, Pinto da Costa esteve à conversa com os jornalistas, onde deixou críticas a vários rostos do futebol português, principalmente, ao Presidente do Benfica, Rui Costa. 

"Eu penso que o Rui Costa está inserido no grupo do doutor Varandas, que pode falar o que quiser, porque ele já foi assim no jogo em Braga com o árbitro de então e não aconteceu nada. Portanto, eu não vou comentar isso", apontou o ainda líder dos azuis e brancos. 


"Vou apenas lamentar que o 25 de Abril não tenha chegado ao futebol e, sobretudo, que a Presidente da Conselho de Disciplina vai estar no dia 25 a comemorar os 50 anos da independência, os 50 anos da liberdade, os 50 anos de se poder falar, por termos direito à expressão, ou direito de podermos falar sem ofender as pessoas, como eu não ofendi", acrescentou, em referência as críticas deixadas por Frederico Varandas a João Pinheiro, no final do embate com o Vitória de Guimarães. 


"E volto a realçar a seriedade das pessoas, apenas os erros não têm nada a ver com a seriedade. Lamento que a Presidente da Conselho de Disciplina vá estar na Assembleia da República, porque é deputada, a comemorar as liberdades alcançadas, uma delas a liberdade de expressão. Acho que ela não devia ir lá", disse, ainda, mencionando Cláudia Santos. 

É de recordar que, também, Nuno Lobo já havia chamado o Benfica ao barulho, com várias críticas (saiba mais AQUI). É importante, ainda, referir que o Porto, recentemente, teve alguns jogadores em investigação face aos acontecimentos no jogo com o Estoril




Clube

Principais diferenças entre Direção encarnada e o Movimento 'Servir o Benfica' sobre a Revisão de Estatutos

Propostas do grupo de adeptos do Glorioso conta com bastantes alterações

Diferenças entre a Direção e o 'Servir o Benfica'
Diferenças entre a Direção e o 'Servir o Benfica'

  |

Icon Comentário0

A Revisão de Estatutos do Benfica está a aproximar-se rapidamente e é um tema muito sensível dentro do universo dos sócios encarnados. Existem duas forças principais em relação às propostas existentes, a Direção do Benfica e o Movimento Servir o Benfica. Posto isto, as duas divergem claramente.

Para começar, a principal diferença prende-se no número de votos por sócio. Para a Direção, um sócio com mais de 25 anos de filiação tem direito a 50 votos. Por outro lado, o Movimento Servir o Benfica acredita no crescimento gradual, um voto para cada cinco anos de sócio. Aos 75 anos de sócio, teriam direito a 25 votos.

Posto isto, ao contrário da Direção do Benfica, o Movimento Servir o Benfica propõe a extinção do voto eletrónico. Além disso, propõe somente 1.000 votos para marcar AGE, comparativamente aos 20.000 da Direção do Glorioso.


Uma das principais diferenças fica marcada pelas eleições em lista única da Direção encarnada, sendo que o Movimento Servir o Benfica pretende eleições em listas separadas, bem como AGs em dias não úteis. A direção encarnada não tem qualquer preferência pelos dias das AGs.


Monetariamente, existe uma grande imposição do Movimento, que pretende tornar impossível a venda de património apenas com aval dos sócios. A Direção do Benfica, por sua vez, não quer qualquer inclusão dos sócios nas vendas de património.


Clube

Revisão dos Estatutos da Direção do Benfica está quase concluída

Conheça todas as diferenças na proposta que será apresentada aos sócios

Revisão de Estatutos perto de concluída
Revisão de Estatutos perto de concluída

  |

Icon Comentário0

Depois de ser bastante pedido pelos sócios do Benfica, a Revisão de Estatutos da Direção encarnada está muito perto de ser concluída. A proposta será a presentada aos sócios, mas o jornal Record teve acesso antecipado às várias mudanças, que prometem impor limites à remuneração dos elementos da SAD.

"Os membros da Direcção poderão ser remunerados em função da responsabilidade e da dedicação ao cargo desempenhado, nomeadamente do tempo dedicado ao exercício do mesmo. A remuneração fixada poderá ter um componente fixa e/ou variável", esclarece o artigo 68.º.


"O montante global das remunerações fixas e variáveis da totalidade dos membros da Direção não pode ultrapassar 0,5% (meio por cento) do valor da faturação consolidada de todas as sociedades participadas, direta ou indiretamente, pelo Sport Lisboa e Benfica no ano anterior à fixação da remuneração. A remuneração como membro da Direção não é, porém, acumulável com a remuneração de membro das Gerências ou dos Conselhos de Administração de sociedades participadas pelo Sport Lisboa e Benfica", explica o 4.º ponto do artigo 68.º.


"Os membros da Direcção poderão ser remunerados em função da responsabilidade e do tempo dedicado ao efetivo exercício", explica o 4.º e último ponto do artigo 67.º.

Depois das alterações realizadas nas reuniões magnas de 2010 e 1996, no próximo dia 7 de junho haverá uma sessão para todos os sócios encarnados, onde a metodologia a seguir no processo de Revisão de Estatutos será realizada.




Futebol

A culpa é do roupeiro! Funcionário do Benfica 'deu com a língua nos dentes' e desvendou estreia a...

Em entrevista à Bplay o jovem revelou o momento em que soube que ia ser convocado

Craque do Benfica revelou em entrevista à BPlay que soube que ia ser convocado para a equipa principal do Glorioso graças ao roupeiro das águias
Craque do Benfica revelou em entrevista à BPlay que soube que ia ser convocado para a equipa principal do Glorioso graças ao roupeiro das águias

  |

Icon Comentário0

Diogo Spencer foi um dos jovens jogadores do Benfica que Roger Schmidt estreou esta temporada na equipa principal. Numa entrevista à BPlay o defesa começou por contar a sensação de integrar o treino dos encarnados.  “Fiquei para aí cinco minutos a ver a mensagem, não estava a acreditar”, disse garantindo que soube que iria ser convocado pelo... roupeiro do Clube. 

“Ainda me lembro de passar o corredor que os jogadores da equipa A passam, descer e ir para o campo. Foi uma sensação inexplicável, uma sensação única, ver aqueles jogadores todos ali a passar. Nos treinos, no meínho, é tudo um toque. Nunca perdiam a bola e era muito mais rápido. Houve momentos em que não saia bem, mas iam ajudando. Lá é muito mais rápido, jogam todos muito bem.”, continuou o jovem de 20 de anos que revelou que Roger Schmidt demonstrava algum cuidado: “Perguntava sempre como me sentia, se estava feliz".


Sobre a convocatória Diogo Spencer revelou um facto curioso: “O roupeiro da equipa A pediu-me dois pares de botas, e eu ‘dois pares de botas?” e ele “sim, para o caso de seres convocado, fico já com os dois pares de botas e as caneleiras” e eu, “mas já sabes alguma coisa?’ e ele “não sei nada, não sei nada”.


“Estava no banho e, quando saí, soube que estava na convocatória da equipa A. Não liguei logo porque queria contar em casa, mas liguei ao meu tio, que não está cá, disse que estava na convocatória da equipa A, ele disse que ficou muito contente por mim. Quando cheguei a casa, esperei que todos estivessem no sofá, os meus irmãos e os meus pais, foi muita emoção lá em casa. Ficaram todos muito contentes”, acrescentou ainda o defesa.

Diogo Spencer contou ainda como foi pisar o Estádio da Luz: “Aos 70 e tal minutos estava a aquecer, o João Neves e o Tomás Araújo chamaram-me e eu disse ‘é para ir?’ e eles disseram ‘não, não, mas está quase’. Continuei a aquecer e aos 80 e tal minutos chamam-me e eu, quando cheguei ao banco a vestir a camisola, nem queria acreditar. Foi mesmo muita emoção. A dizerem o meu nome para entrar, as palmas… foi um sonho que tinha desde criança, estrear-me naquele estádio brutal, foi uma sensação inexplicável.”


Esta temporada, Diogo Spencer - avaliado em 100 mil euros - conta, agora, com um jogo pela equipa principal no seu registo individual, que já soma os 13 encontros, pela turma B, incluindo o golo apontado ao serviço da equipa de Nélson Veríssimo. Além desses números, pelos sub-23, já foi aposta em 12 partidas e, na formação dos sub-19, alinhou por seis ocasiões, onde protagonizou uma assistência. 


envelope SUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Entrevista de Rui Costa sobre balanço da época do Benfica ao Minuto
Clube

Entrevista de Rui Costa sobre balanço da época do Benfica ao Minuto

 

Icon Comentário0
Antigo candidato à presidência do Benfica 'encosta Rui Costa à parede' sobre saídas no departamento de scouting
Clube

Antigo candidato à presidência do Benfica 'encosta Rui Costa à parede' sobre saídas no departamento de scouting

 

Icon Comentário0
Com Sporting à mistura, TAD vai contra Conselho de Disciplina e anula multa ao Benfica
Clube

Com Sporting à mistura, TAD vai contra Conselho de Disciplina e anula multa ao Benfica

 

Icon Comentário0