Corner Left

Receba as principais notícias do Glorioso 1904 no seu WhatsApp!

WhatsApp Seguir

Futebol

ENZO FERNÁNDEZ ATÉ PODE TER SIDO A CHAVE PARA TRANQUILIDADE DO BENFICA

O nosso Jornal falou com Pedro Brinca e abordou o período pós mercado de transferências e o que este pode trazer para o futuro do Clube. Exclusivo Glorioso 1904

enzo fernández edit
enzo fernández edit

  |

Icon Comentário0

O mercado de transferências foi um duro golpe para o Benfica, uma vez que ficou sem um dos seus jogadores mais influentes para o sistema tático de Roger Schmidt. O nome do atleta já está mais que gasto, mas é, como devem saber, Enzo Fernández.  

No entanto, o Glorioso 1904 não se ficou por aqui, indo mais além na análise do mercado de janeiro, e falou com Pedro Brinca, adepto do Clube e comentador do nosso Jornal, para abordar o pós-transferências. 



Perda de Enzo Fernández e aspirações do Clube 


Este é um dos pontos mais discutidos no Universo Benfiquista: irá a saída do argentino afetar as ambições da equipa? É uma questão de opiniões muito diversificadas. Principalmente assim que o mercado encerrou, muitos adeptos diziam que não precisamos do Enzo para sermos competitivos em todas as frentes. 

Mas, agora, com a cabeça fria, há quem seja mais cauteloso. Pedro Brinca revela que “é óbvio que o Benfica fica mais fraco do ponto de vista desportivo. Existe uma razão pela qual o Chelsea veio buscar o Enzo e não o Chiquinho. Dito isto, a entrada de Gonçalo Guedes também veio suprir, de forma algo surpreendente, a lesão do Gonçalo Ramos, mas também alguma menor consistência de Neres. O futuro dirá se o Benfica ficou mais forte ou mais fraco”. 

Reforços e o que cada um traz para ‘cima da mesa’ 

O nosso comentador analisou um a um os reforços do Glorioso, revelando a posição que faltou fortalecer. “A contratação de Gonçalo Guedes foi cirúrgica e extremamente bem conseguida. A equipa estava dependente de dois desequilibradores apenas – Rafa e Neres –  e Gonçalo Guedes veio trazer não só polivalência, mas também capacidade de desequilíbrio nos duelos individuais e capacidade de finalização”, revelou o professor de economia da Universidade Nova. 

Quanto às duas caras novas para o Clube, Pedro Brinca revela que “é importante que tenham rendimento porque uma das lacunas que temos é precisamente na parte ofensiva, onde até Roger Schmidt tem dificuldade em conceber Musa como uma verdadeira alternativa a Gonçalo Ramos”. 

A peça que faltou para o puzzle ficar concluído terá sido “uma alternativa a Florentino, um médio defensivo mais posicional. É verdade que em 90% dos jogos tal não será necessário, dado o desequilíbrio de forças, mas ainda temos vários jogos importantes com adversários fortes”. 

Resposta foi dada e cada vez melhor 

Apesar das saídas e das entradas que se observaram no Estádio da Luz durante este defeso, o Benfica tem estado à altura de corresponder às próprias expectativas, assim como às dos adeptos, tendo sido o último jogo na Catedral, frente ao Casa Pia, uma resposta excelente. “A par do jogo com o Rio Ave também na Luz, foi aquele em que vi mais qualidade coletiva ofensiva em jogos para o Campeonato”. 

“A equipa não esteve refém de desequilíbrios individuais para conseguir ser produtiva do ponto de vista ofensivo, o que é um excelente cartão de visita e um atestado de competência ao que Roger Schmidt tem conseguido realizar aos comandos do SL Benfica”, afirmou. 

E agora... o que se segue para o Benfica? 

Os objetivos da equipa encarnada não têm de mudar, uma vez que sempre foram vencer todas as competições nacionais onde está inserida, e chegar o mais longe possível na Liga dos Campeões. 

Para o nosso comentador, é simples: “ganhar tudo. E começar já na quinta-feira em Braga, para a Taça de Portugal, onde podemos mostrar que a derrota para o campeonato terá sido um mero acidente de percurso. O campeonato está perfeitamente ao nosso alcance, assim como está o acesso aos quartos de final da Champions League”. 

“Temos tudo para fazer uma época histórica e a equipa parece concentrada, focada e motivada para isso, com uma liderança excecional de Roger Schmidt”, concluiu Pedro Brinca.

Fotografia de Benfica


Futebol

Ex Benfica: Grimaldo sagra-se campeão pelo Leverkusen, na primeira Bundesliga dos alemães

Espanhol conquista a prova na sua primeira temporada na Alemanha

Alejandro Grimaldo
Alejandro Grimaldo

  |

Icon Comentário0

Na sua primeira temporada na Alemanha, Alejandro Grimaldo sagrou-se campeão da Bundesliga, este sábado, dia 14 de abril, conquistando o primeiro título da história do Bayer Leverkusen. Os farmaceuticos derrotaram o Werden Bremen, por 5-0, com golos de Victor Boniface (25 g.p.), Granit Xhaka (60') e Florian Wirtz (68', 83', 90')

O lateral-espanhol ex Benfica começou o encontro no banco, mas precisou de esperar somente 25 minutos pelo primeiro golo, que levou todo o estádio à loucura. Os adeptos, os jogadores e o próprio Xabi Alonso sentiam que a Bundesliga já não lhes escapava.


Na segunda metade do encontro, o Xhaka aumentou a vantagem, antes de Wirtz apontar um hatrick em 22 minutos. Até ao apito final, o BayArena estava prestes a explodir, terminando com uma invasão de campo para a história, naquela que será a maior temporada da história do clube germânico.


Alejandro Grimaldo - avaliado em 45 milhões de euros, pelo portal Transfermarkt - está em grande destaque na presente temporada, registando 41 partidas, somando 11 golos e 15 assistências, números individuais que o levam a ter enorme evidência no plantel do Bayer Leverkusen, que está cada vez mais perto de se sagrar campeão da Bundesliga.

Pelo Benfica, o espanhol envergou o Manto Sagrado 303 encontros, nos quais apontou 27 tiros certeiros. Além disso constam do seu palmarés quatro Campeonatos Nacionais, uma Taça de Portugal, uma Taça da Liga e três Supertaças Cândido de Oliveira.



Futebol

Mattheus Oliveira e Bruno Duarte são baixas do Farense para defrontar o Benfica

Algarvios foram castigados devido à partida diante do Vitória Guimarães

Mattheus Oliveira e Bruno Duarte
Mattheus Oliveira e Bruno Duarte

  |

Icon Comentário0

Após verem o quinto amarelo diante do Vitória Guimarães, no passado sábado, dia 13 de abril, Mattheus Oliveira e Bruno Duarte são baixas para a partida do Farense frente ao Benfica, no Algarve, no dia 22 de abril, na 30.ª jornada da Liga Portugal.

Os algarvios defrontaram os vimaranenses no sábado, dia 13 de abril, num duelo que terminou empatado a uma bola, com golos de Jorge Fernandes (90+7') e Bruno Duarte (9'). Mattheus Oliveira viu o amarelo aos 90+4', enquanto o autor do golo do Farense foi amarelados aos 66 minutos.

Nesta temporada, Mattheus Oliveira - avaliado em 1 milhão de euros - soma 33 encontros disputados, onde registou seis golos e uma assistência. Na segunda metade época transata, após chegar a Faro, fez 17 partidas e apontou três tentos.


Nesta temporada, Bruno Duarte - avaliado em 2 milhões de euros - segue com 32 jogos realizados, onde marcou 12 golos e fez duas assistências. Na época transata, no Damac FC, fez 19 encontros e assinou quatro tentos na Arábia Saudita.


O Benfica encontra o Farense no próximo dia 22 de abril, na segunda-feira, numa partida da 30.ª jornada da Liga Portugal Betclic. O encontro será disputado no Estádio de São Luís, em Faro, e tem apito inicial marcado para as 20h15.


Modalidades

Depois de desilusão na Liga dos Campeões, Benfica vence e dá show a jogar em casa

Águias entraram em campo este domingo, dia 14 de abril, pelas 18h30

Adeptos
Adeptos

  |

Icon Comentário0

A equipa de hóquei em patins do Benfica recebeu, no Pavilhão Fidelidade, e bateu o Riba D´Ave, por 7-3, este domingo, dia 14 de abril, na 23.ª jornada da fase regular do Campeonato Placard. Os marcadores encarnados foram: Lucas Ordóñez (12', 29'), Zé Miranda (17', 25'), Diogo Rafael (19') e Pablo Álvarez (40', 46'). Após serem eliminados da Liga dos Campeões, na passada quinta-feira, dia 11 de abril, diante do Barcelos, o Benfica procurou dar uma resposta em casa. Aos 12 minutos, Lucas Ordóñez inaugurou o marcador e, cinco minutos depois, Zé Miranda dilatou a vantagem encarnada. Todavia, antes do intervalo o Barcelos também marcou dois golos, mas o bis de Zé Miranda fazia a diferença, com 4-2 no placard.

No segundo tempo, o Benfica continuou a ser a força dominante e o Riba D'Ave começou a perder fulgor à medida que os minutos se somavam. Nos últimos 10 minutos, um bis de Pablo Álvarez sentenciou o futuro do encontro e definiu o resultado final em 7-3.


Depois deste resultado, o Benfica (53 pontos) continua na quarta posição da tabela classificativa, atrás do Porto (58 pontos), do Sporting (57 pontos) e do Oliveirense (55 pontos). As águias seguem com 17 vitórias, dois empates e quatro derrotas, em 23 encontros.

A equipa treinada por Nuno Resende volta a entrar em campo no próximo sábado, dia 20 de abril, frente ao OC Barcelos, na 24.ª jornada da fase regular do Campeonato Placard. O duelo vai ter como palco o Pavilhão Pavilhão Municipal de Barcelos e apito inicial marcado para as 20h00.


Confira aqui a publicação:





envelope SUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Golo de Carole Costa frente ao Sporting
Futebol

Golo de Carole Costa frente ao Sporting

 

Icon Comentário0
Só assim! Sporting vence Benfica mas precisa de dois golos anulados às águias
Futebol

Só assim! Sporting vence Benfica mas precisa de dois golos anulados às águias

 

Icon Comentário0
Futebol: Benfica - Moreirense ao minuto
Futebol

Futebol: Benfica - Moreirense ao minuto

 

Icon Comentário0