Corner Left

Receba as principais notícias do Glorioso 1904 no seu WhatsApp!

WhatsApp Seguir

Futebol

QUEIXAS DE PENÁLTI? ARBITRAGEM NO TOULOUSE-BENFICA FOI EXIBICIONALMENTE IMPECÁVEL

Italiano Maurizio Mariani realizou um trabalho sem qualquer erro

Equipa
Equipa

  |

Icon Comentário0

A arbitragem na partida entre o Toulouse e o Benfica, comandada pelo italiano Maurizio Mariani, foi de belo efeito, segundo avança o especialista do jornal Record Jorge Faustino. O empate sem golos não contou com verdadeiros lances duvidosos que possam ter impacto no marcador.

"Arbitragem discreta e muito competente do árbitro italiano em jogo sem lances difíceis, mas onde decidiu praticamente sempre bem", começa por referir o especialista, destacando a simples mas eficaz arbitragem de Maurizio Mariani.


Um dos lances em evidência é o possível penálti de António Silva por bola na mão: "António Silva disputou bola aérea com o braço levantado na direção da bola e com o corpo em desequilíbrio. Em nenhum momento tocou a bola com a mão. Sem motivo para penálti. Bem".


Ao minuto 89 voltou a haver dúvidas em relação a uma penalidade: "António Silva intercetou a bola na direção do pé de um adversário, fazendo com que esta ressaltasse de forma inesperada para a mão de Bah. Lance de bola na mão sem motivo para penálti".

Vale recordar que os vermelhos e brancos voltam a entrar em campo no próximo domingo, dia 25 de fevereiro, para defrontar o Portimonense. A turma de Roger Schmidt vai receber a formação algarvia, no Estádio da Luz, num jogo que tem hora agendada para as 18h00.



Futebol

Depois de bis ao Benfica, Galeno tem falhanço épico e sai a chorar de campo no Porto-Guimarães

Apesar da vitória, adeptos portistas assobiaram o brasileiro, que acabou emocionalmente abalado

Galeno saíu frustrado do campo no Porto - Vitória SC
Galeno saíu frustrado do campo no Porto - Vitória SC

  |

Icon Comentário0

O Porto bateu o Vitória Guimarães, no Estádio do Dragão, por 3-1, em jogo a contar para a segunda mão das meias finais da Taça de Portugal. Wanderson Galeno, extremo portista protagonizou momentos infelizes antes de ser substituído. Ao sair do campo foi assobiado pelos adeptos portistas e acabou em lágrimas no banco.

O Vitória marcou no primeiro minuto do jogo com uma jogada caótica finalizada por Afonso Freitas mas uma falta sobre Francisco Conceição deu um penálti que Taremi converteu aos 26 minutos e mesmo no fim da primeira parte, foi novamente o filho de Sérgio Conceição a ser decisivo, desta vez com um belo remate à entrada da área para a reviravolta no marcador.

O Porto já vencia então por 2-1 quando Galeno se isolou aos 65 minutos com uma boa tabelinha com Taremi. O defesa que marcava Conceição largou o internacional português para tentar travar o brasileiro, deixando-o isolado. Mas na situação de dois para um, com Conceição a pedir a bola, tentou uma finta e perdeu para Jorge Fernandes que tinha ficado para trás na tabela inicial, desperdiçando uma oportunidade flagrante para fazer golo.


Ao ser substituído, minutos depois, Galeno foi assobiado pelo Estádio do Dragão enquanto caminhava para o banco, mesmo com a equipa a ganhar. O brasileiro desfez-se em lágrimas e teve de ser consolado por Sérgio Conceição que veio mais tarde em defesa do seu jogador.


"Isso é bom. Está a sentir o jogo. Sentia que podia ter feito um bocadinho mais. Estamos juntos nesta luta. Quando perdemos, perdemos todos. Não foi só o Galeno que perdeu essas oportunidades. Fomos todos. É com este espírito que temos de continuar e atenuar aquilo que foi um campeonato não tão bem conseguido e com a conquista da Taça de Portugal" disparou o técnico sobre as lágrimas do seu pupilo.


Futebol

Fernando Seara deixa mensagem ao Benfica antes do embate em Marselha: "É isso que peço à equipa"

Vice-presidente encarnado analisou o embate desta quinta-feira, dia 18 de abril, entre águias e franceses

Fernando Seara
Fernando Seara

  |

Icon Comentário0

O vice-presidente do Benfica, Fernando Seara, já se encontra em Marselha para assistir ao Benfica e, em França, foi entrevistado pelo jornal A Bola, onde analisou o encontro. O dirigente assumiu a dificuldade da partida, especialmente pelo ambiente vivido no Estádio Vélodrome, e deixou uma mensagem de motivação ao plantel de Roger Schmidt.

"Em primeiro lugar, acentuar, relevar e sublinhar o papel que Rui Costa e outras pessoas do Benfica tiveram para que tivéssemos adeptos hoje aqui no Vélodrome. Foi uma negociação intensa, eu assisti e sou testemunha. Portanto, acho que a nossa vitória começou há uma semana, precisamente mais ou menos a esta hora, com a possibilidade de os adeptos do Benfica marcarem presença aqui", começou recordando o esforço do Glorioso para ter adeptos em França.


"Este é um dos estádios de maior paixão da Europa do futebol. Porventura, similar a Nápoles ou similar aos estádios da Turquia. Eu já cá estive, sei o que é isto. Se nós somos o inferno da Luz, aqui é um tsunami de paixões. É fundamental que tenhamos consciência de que o Benfica com adeptos vale mais. O Benfica com adeptos atenua aquilo que logo à noite vamos sentir", continuou em relação ao ambiente do Vélodrome. 


"Eu quero continuar a ter os adeptos ao pé, a cantarem, a sentirem o 1904 [ano da fundação]. Hoje, daqui por 15 dias, e sempre, porque o Benfica com adeptos vale muito mais. Em estádios complicados ou estádios menos complicados, porque os adeptos são a alma, e também são o princípio e o fim do Benfica. É isso que peço hoje à noite à equipa, resistência, e, aos adeptos, capacidade de fazer sofrer os outros com os nossos cânticos. Aqui e onde quer que seja", terminou Fernando Seara.

Importa recordar que, a turma de Roger Schmidt volta a entrar em campo neste dia 18 de abril, quinta-feira, para defrontar o Marselha. Os encarnados vão disputar o duelo a valer para a segunda mão dos quartos de final da Liga Europa, no reduto francês, Orange Vélodrome, sendo que pontapé de saída está agendado para as 20h00.



Futebol

Antigo Bola de Ouro sem 'papas na língua' sobre o Marselha-Benfica: "Desejo que passem um mau bocado"

Ex atleta deixou uma mensagem alusiva ao insucesso do Clube da Luz

Avançado deseja desastro do Benfica frente ao Marselha
Avançado deseja desastro do Benfica frente ao Marselha

  |

Icon Comentário0

O antigo avançado francês, Jean-Pierre Papin, vencedor da Bola de Ouro em 1991, concedeu uma entrevista ao jornal A Bola, esta quinta-feira, dia 18 de abril, onde o embate entre o Benfica e o Marselha foi tema. O antigo atleta, agora treinador do Marselha B, desejou que as águias passem "um mau bocado".

"Espero que o Benfica passe um mau momento. É um jogo muito complicado para ambas as equipas. Mas tentar obter um resultado em Marselha, no Orange Vélodrome, diante de 65 mil pessoas... Vai ser muito difícil para o Benfica. Este golo marcado por Aubameyang na primeira mão mantém-nos vivos, um jogo da Liga Europa é disputado com raiva, com coração", começou por avaliar o francês.


Papin continua destacando os adeptos do Marselha: "A questão nem se coloca, obviamente os adeptos vão pressionar a equipa da melhor forma possível! Estou até convencido de que será o melhor ambiente da temporada porque queremos e devemos qualificar-nos para estas meias-finais. Uma partida dos quartos-de-final da Liga Europa, em Marselha, perante esta multidão incrível, é sempre excecional".


"Ocupo duas funções no Olympique de Marseilha, em primeiro lugar sou embaixador do clube, é uma posição que me convém perfeitamente e que me permite representar o OM da melhor forma possível. Em segundo lugar, sou também o treinador da equipa B, o que me permite estabelecer a ligação com estes jovens atletas olímpicos, transmitir-lhes a cultura do OM, a minha experiência e ajudar estes jovens jogadores a progredir", continuou explicando as suas tarefas no conjunto francês.

"Fizemos dois grandes jogos, apesar de termos sido menos bons em Lisboa, foram dois jogos de grande qualidade e ficámos muito frustrados com o resultado. Fomos batidos por um lance com a mão, mesmo que o nosso amigo Vata não queira admitir. Para mim ele meteu a mão e a TV também disse que ele meteu a mão, cabe-lhe admitir que meteu a mão [risos]. Na altura não existia VAR, o bandeirinha não podia intervir... mas não há arrependimentos exceto não ter podido defrontar o Milan em 1990", termina sobre a eliminatória entre Benfica e Marselha, em 1990.


Importa recordar que, a turma de Roger Schmidt volta a entrar em campo no próximo dia 18 de abril, quinta-feira, para defrontar o Marselha. Os encarnados vão disputar o duelo a valer para a segunda mão dos quartos de final da Liga Europa, no reduto francês, Orange Vélodrome, sendo que pontapé de saída está agendado para as 20h00.


envelope SUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Grande golo de Mohamed Salah ao Manchester City
Futebol

Grande golo de Mohamed Salah ao Manchester City

 

Icon Comentário0
Lances de maior evidência de Cristhian Mosquera, que interessa ao Benfica
Futebol

Lances de maior evidência de Cristhian Mosquera, que interessa ao Benfica

 

Icon Comentário0
Grande pormenor técnico de Gustavo Sá pelo Famalicão
Futebol

Grande pormenor técnico de Gustavo Sá pelo Famalicão

 

Icon Comentário0