Corner Left

Receba as principais notícias do Glorioso 1904 no seu WhatsApp!

WhatsApp Seguir

Futebol

RESUMO DE MERCADO: QUEM SAIU E QUANTO FATUROU O BENFICA

Confira aqui os valores que as águias arrecadaram para os cofres do Clube

Equipa
Equipa

  |

Icon Comentário0

O mercado de transferências fechou na passada terça-feira, 31 janeiro, e o último dia foi bastante movimentado para o lado das águias. Com a saída de Enzo Fernández para o Chelsea confirmada, a troco de 121 milhões de euros, importa fazer um balanço das saídas no Clube da Luz.

Para lá de Enzo, o Benfica 'despachou', ainda, Tomás Tavares, Rodrigo Pinho, João Ferreira, Gil Dias, Diogo Gonçalves, John Brooks, Germán Conti, Helton Leite e Yony González.


Ao todo, e para lá da poupança em salários, estes nove jogadores renderam 9,3 milhões de euros, o que, juntando à verba de Enzo, perfaz um total de 130,3 milhões de euros.


Confira aqui os valores brutos de cada transferência:

A título de empréstimo, estão Henrique Araújo, no Watford, João Victor, no Nantes e Paulo Bernardo no Paços de Ferreira.

Além das saídas, o Glorioso também aproveitou o mês de janeiro par reforçar o plantel de Roger Schmidt, além portas (Saiba mais AQUI).

*Valores segundo o ‘Transfermarkt’, excluindo comissões e outras despesas envolvidas nas transferências.


Futebol

Médio formado no Benfica mete a 'boca no trombone': "Não jogava nem ia para o banco"

Futebolista deu uma entrevista recentemente onde desvendou ainda os planos das águias

Futebolista formado no Benfica deu uma entrevista recentemente onde desvendou ainda os planos das águias
Futebolista formado no Benfica deu uma entrevista recentemente onde desvendou ainda os planos das águias

  |

Icon Comentário0

Bernardo Silva, médio formado no Benfica, em entrevista ao meios oficiais do Manchester City, recordou a sua passagem pelo emblema da Catedral, garantindo que nem era opção, nem ia para o banco, sendo que a intenção principal das águias era mesmo um empréstimo. 

"Havia algumas dúvidas, porque entre os 13 e os 18 anos nem era titular ou ia para o banco. O Benfica queria emprestar-me a um clube mais pequeno de Lisboa. Eu era mais baixo, magro e lento do que os outros jogadores. Mas lutei e tentei o meu melhor para continuar. Tive a inspiração de uma equipa como o Barcelona, que tinha jogadores como Messi, Xavi, Iniesta e Pedro, todos jogadores baixinhos. Se eles conseguem, eu também consigo. Até mesmo o David Silva no City. Quando és jovem, tentas sempre ter essa esperança", começou por mencionar. 


"A partir do momento em que assinei o meu primeiro contrato profissional, a partir daí comecei a jogar de novo. Mudei-me para o Monaco, penso que estava num bom nível e comecei a acreditar que podia chegar a um nível muito bom. Nunca desisti, porque era o meu sonho. Mas quando duvidam de ti aos 14 anos, começas também a ter dúvidas. Não podia imaginar que ia chegar onde cheguei e estou muito feliz pela carreira que tenho", disse o futebolista formado no Benfica. 


"Não esperava, nem de perto, após sete anos, ganhar tantos títulos… seis anos e cinco Premier Leagues é o mais difícil neste país. Desde a primeira época que sinto isso. Nos primeiros seis meses não joguei assim tanto, por causa da adaptação e tudo, mas a partir da segunda época, a conexão começou a ficar muito forte", finalizou Bernardo Silva. 

Esta temporada, Bernardo Silva - avaliado em 80 milhões de euros - tem sido aposta regular de Pep Guardiola, somando 48 encontros nas pernas ao serviço dos cityzens, onde marcou 12 golos e efetuou 10 assistências. Na temporada passada, o atleta realizou 55 jogos, onde somou sete tentos e seis passes para golo.


Pelo Glorioso, o internacional português, que atuou com o Manto Sagrado desde 2002 a 2014, marcou presença em três partidas, atuando na formação principal das águias. No que toca à equipa B, o futebolista, que já garantiu que quer regressar a vestir de águia ao peito, alinhou em 38 embates, apontando sete golos.



Futebol

Ex vice-presidente do Benfica 'aponta mira' a Schmidt: "Exibições pouco convincentes e sem chama"

Antigo dirigente das águias recordou a primeira derrota da temporada, analisando a continuidade do técnico alemão

Antigo dirigente do Benfica recordou a primeira derrota da temporada, analisando a continuidade de Roger Schmidt
Antigo dirigente do Benfica recordou a primeira derrota da temporada, analisando a continuidade de Roger Schmidt

  |

Icon Comentário0

Rui Costa garantiu, na entrevista dada na passada quinta-feira, que Roger Schmidt vai continuar no comando técnico do Benfica. José Ribeiro e Castro, antigo vice-presidente do Glorioso, em declarações ao jornal A Bola, falou sobre a continuidade do treinador alemão. 

"O presidente é que tem todos os dados para avaliar e decidir, de forma ponderada, o processo desportivo e o contexto contratual, as expectativas para próxima época. Acredito que tenha tomado a decisão mais madura. Faço fé, mais a mais com a enorme experiência que Rui Costa tem, de que tomou a decisão acertada e que o Benfica terá pelo menos os êxitos da primeira época de Roger Schmidt", começou por mencionar.


"Espero isso e, como benfiquista, espero que seja até melhor. A decisão será testada logo no início da temporada, tenhamos consciência da realidade, pois o Benfica tem de entrar muito bem ou o clima da relação com a massa associativa pode deteriorar-se rapidamente. Desejo que não aconteça, mas temos de estar conscientes dessa realidade, sejamos capazes de analisar os erros", disse. 


"O primeiro jogo do campeonato passado foi perfeitamente desastroso, perder [2-3, com o Boavista] nos minutos finais depois de ter estado a ganhar... não há uma segunda oportunidade para causar uma primeira boa impressão. Depois, revelou fragilidade nas competições europeias, componente fundamental na história e no prestígio do Benfica", referiu o ex-dirigente. 

"Exibições na fase final da Liga Europa não convenceram, jogou mal. Os sócios enervam-se, não é tanto por perder, foram exibições pouco convincentes e sem chama. E Roger Schmidt tem problema com substituições acima do minuto 90 que as pessoas não percebem. O desempenho tem de melhorar logo no início da próxima época, o Benfica tem de encher o coração dos benfiquistas", concluiu José Ribeiro e Castro. 



Futebol

BENFICA REVELA DETALHES DO MERCADO DE INVERNO: ENCARNADOS JÁ FATURARAM UM 'GRIMALDO'

Clube da Luz ainda pode faturar mais alguns milhões de euros

Equipa Benfica
Equipa Benfica

  |

Icon Comentário0

O Presidente do Benfica, Rui Costa, falou aos Sócios e adeptos, através da ‘BTV’, na passada quinta-feira, dia 2 de fevereiro, onde explicou e detalhou as transferências feitas pelo Clube da Luz neste mercado de inverno, que fechou no dia 31 de janeiro, às 00h00.

Ao todo, retirando Enzo Fernández, os encarnados faturaram 10,3 milhões com jogadores fora dos planos de Roger Schmidt, o que equivale ao que Grimaldo estará a pedir como prémio de assinatura para renovar com o Glorioso.


Os valores das vendas foram os seguintes:
  • Rodrigo Pinho, para o Coritiba 0,5 M€ + 0,5 M€ bónus (10% da mais-valia)

  • Diogo Gonçalves, para o Copenhaga 2 M€ + 1 M€ bónus (30% da mais-valia)
  • João Ferreira, para o Watford 2,5 M€ (10% da mais-valia)
  • Helton Leite, para o Antalyaspor 0M€ (50% do passe)
  • Tomás Tavares, para o Spartak Moscovo 2M€ (30% da mais-valia)
  • John Brooks, para o Hoffenheim 0,3M€ + 0,2M€ bónus
  • Germán Conti, para o Lokomotiv Moscovo 2M€ em bónus (20% da mais-valia)
  • Gil Dias, para o Estugarda 1M€ + 1,5M€ bónus (20% da mais-valia)
  • Enzo Fernández, para o Chelsea 121M€

No capítulo de vendas, o Presidente explicou que, no caso de Helton Leite, “Havia da parte dele uma vontade de sair para jogar mais. Nós entendemos que estava numa altura em que ele poderia fazê-lo, acreditando plenamente nos jogadores que temos à nossa disposição, mais precisamente no Samuel Soares e no André Gomes. Dois miúdos formados no Clube em que temos total confiança. Houve aqui uma substituição, sem termos de repor, porque entendemos termos as soluções em casa.”

Em relação a John Brooks, Rui Costa esclareceu que "Chegou no último dia de mercado, numa altura em que o Morato se magoou e que o António Silva ainda não era o 'António Silva'. O João Victor chegou magoado e o Lucas Veríssimo estava lesionado. Quando fomos buscá-lo, trouxemo-lo porque íamos entrar na Liga dos Campeões apenas com o Otamendi e com o António Silva. Tínhamos de precaver esta situação. Estou muito grato à disponibilidade total que demonstrou. Passados dois meses e meio acabámos por ter os seis centrais disponíveis e trabalhar com este número de defesas-centrais não é oportuno, nem para o treinador, nem para os jogadores"

Por fim, em relação à transferência mais polémica, a de Enzo Fernández, o líder máximo das águias afirmou que "Tudo foi feito para que esta venda não fosse efetuada. Estou de consciência tranquila de que fiz o melhor para o Benfica. Procurámos não perder o jogador a meio do ano, não vender nenhum atleta. O Enzo mostrou vontade em não ficar no Benfica. No Benfica só estarão jogadores que têm orgulho em representar o Clube, até na formação", concluiu o Presidente.

Em suma, o Benfica teve 15 saídas (nove vendas, duas rescisões e quatro empréstimos) e três entradas (duas compras e um empréstimo), que se traduziu em 128,3 milhões de euros (+3,2 milhões em bónus possíveis) encaixados e 16 milhões de euros (+8 milhões em bónus possíveis), em gastos.


envelope SUBSCREVER NEWSLETTER


+ notícias
Alemães entram em negociações com o Benfica por jogador 'descartado' por Schmidt, mas há um senão
Futebol

Alemães entram em negociações com o Benfica por jogador 'descartado' por Schmidt, mas há um senão

 

Icon Comentário0
Rui Costa decidiu: titular do Benfica não 'sobrevive' ao mercado e está na lista de saída
Futebol

Rui Costa decidiu: titular do Benfica não 'sobrevive' ao mercado e está na lista de saída

 

Icon Comentário0
Continuidade de Schmidt? Ex candidato à presidência do Benfica discorda de Rui Costa: "Tem tido..."
Futebol

Continuidade de Schmidt? Ex candidato à presidência do Benfica discorda de Rui Costa: "Tem tido..."

 

Icon Comentário0